Domingo, 28 de Maio de 2006

Pelos Gatos Pretos

O gato já conheceu muitas faces da fortuna durante a sua longa associação com o homem. Já foi adorado como uma divindade no antigo Egipto e já foi perseguido como encarnação das forças do mal.

Ainda hoje, a superstição de que um gato preto representa mau-agoiro é bastante difundida em várias partes do mundo, incluindo Portugal. A origem desta superstição remonta à Idade Média, à altura da caça às bruxas. Os gatos pretos eram considerados “parentes” das bruxas e seus semelhantes devido à sua capacidade de permanecerem ocultos durante a noite e aos seus supostos poderes mágicos. Acreditava-se também que uma bruxa se poderia transformar em gato nove vezes (o que esteve na origem da antiga crença de que os gatos têm nove vidas), de forma a passar despercebida. Naquela época, ter um gato preto era considerado “prova” de associação com o demónio e motivo suficiente para ir parar à fogueira. Os gatos pretos, considerados malignos, não tinham melhor sorte e eram também eles muitas vezes queimados vivos ou simplesmente exterminados.

Infelizmente, estas crenças descabidas sobreviveram até aos dias de hoje… Ainda hoje, continuam a ser muitos aqueles que consideram que os gatos pretos têm poderes ocultos. Ainda hoje, a ideia de que “gato preto dá azar” é largamente difundida e cultivada. É urgente acabarmos com estas ideias injustas e com estes mal-entendidos continuados e enraizados.

Por serem gatos iguais aos outros e por ficarem sempre para trás nas adopções (vítimas de estigmatização), uma voluntária regular no gatil da União Zoófila e amiga dos animais uniu esforços para lançar a Campanha de Promoção do Gato Preto.

Para ajudar, basta contribuir com 1 Euro e receberá em troca o significativo autocolante apresentado. O lucro da disponibilização destes autocolantes servirá para esterilizar as gatas da União Zoófila. Por conseguinte, além de estar a ajudar a promover os gatos pretos, estará também a contribuir para a importante esterilização de um animal.

Cada autocolante custa 1 Euro. O envio de 1 a 8 autocolantes tem um custo adicional de 0,30 Euros pela expedição. O envio de 9 a 20 autocolantes tem um custo adicional de 0,46 Euros pela expedição.

O pagamento pode ser feito antecipadamente por transferência para o NIB da Sra. D. Elisabete Feitoria (efeitoria@sapo.pt): NIB: 0035.0734.0001.2475.2008.4.

Contribua para esta importante iniciativa em prol dos animais!

 

Créditos: Blogue pelos animais

sinto-me:
publicado por mímica às 11:44

link do post | comentar | favorito
|

Guerra aos Mensageiros da Paz

Os pombos e pombas são considerados o símbolo da paz e do amor. Símbolo da paz porque, segundo o Antigo Testamento, depois do dilúvio, Noé soltou uma pomba que regressou com um ramo de oliveira no bico, o que mostrava que a água estava a regredir e que tinham sido feitas as pazes com Deus. Símbolo do amor porque mantêm frequentemente o mesmo companheiro ano após ano.

No entanto, hoje em dia, nas nossas cidades, os pombos parecem ter perdido o seu encanto. Para as autoridades e para grande parte da população são considerados uma praga, ou, no mínimo, um incómodo. Esta antipatia deve-se em grande parte ao conhecido problema dos dejectos de pombos nas cidades do nosso país. Para além de focos potenciais de infecções, os dejectos causam prejuízos enormes nas cidades, particularmente nos telhados e monumentos.

São várias as câmaras municipais portuguesas que optam por combater a proliferação de pombos através do abate. A última a dar conhecimento da potencial tomada desta medida foi a Câmara Municipal do Porto. Segundo o vereador das Actividades Económicas, Fernando Albuquerque, está a ser estudado o abate dos pombos e gaivotas que proliferam pela cidade, não só pelos prejuízos que provocam, mas também no âmbito de situações que possam ser problemáticas em caso de pandemia das aves.

Neste como noutros casos (particularmente no que concerne à sobrepopulação de cães e gatos errantes), o extermínio de animais como solução do problema de zoonoses e superpopulação de animais mostra simplesmente o comodismo e a falta de competência e criatividade das autoridades para lidar com este sério problema! Há que atacar a raiz do problema, a qual consiste precisamente na multiplicação descontrolada de pombos. Por outras palavras, é urgente implementar programas eficazes de controlo da natalidade e da consequente proliferação destes animais.

Por outro lado, existem vários estudos científicos que comprovam que os pombos e as gaivotas são resistentes ao H5N1. Por outras palavras, mesmo que tenham sido expostos ao vírus do gripe das aves, os pombos e as gaivotas não são contaminados, apenas criam anticorpos para se protegerem.

Sugerimos que escreva à Câmara Municipal do Porto (ou à sua câmara municipal, caso tenha conhecimento que a mesma opta pelas mesmas medidas), explicando que a matança de animais não é a forma mais correcta ou humana de lidar com o problema de excesso de animais nas ruas, nem combater zoonoses. Existem outros métodos, métodos esses bem mais eficazes, como a criação de locais de nidificação artificiais nos quais os ovos são recolhidos periodicamente, a distribuição de milho impregnado com contraceptivo oral em zonas problemáticas ou a instalação de dispositivos próprios para que os animais não pousem nos telhados.

No caso de se optar pela distribuição de anticoncepcionais, por exemplo, há que instruir as pessoas que não deverão dar de comer aos pombos (até porque restos de comida são completamente desadequados, uma vez que, no seu habitat natural, os pombos se alimentam de grãos, insectos e bagas), para que estes animais ingiram depois os gramas de milho impregnado suficientes necessários para que o contraceptivo surta efeito.

Somos pelo controlo da população de pombos existentes nas cidades portuguesas, mas sem recurso a métodos cruéis ou à eutanásia. O controlo da natalidade e a consciencialização das pessoas é a melhor arma (e a única arma eficaz) para lidar com este problema.

Contactos da Câmara Municipal do Porto:

presidente@cm-porto.pt
geral@cm-porto.pt
imprensa@cm-porto.pt
gabinete.municipe@cm-porto.pt
Fax geral: +351 22 209 71 00
Telefone geral: +351 22 209 70 00

 

Créditos: Blogue pelos animais

sinto-me:
publicado por mímica às 11:42

link do post | comentar | favorito
|

Peles. O Último Grito da Moda?


A associação portuguesa Acção Animal lançou recentemente uma forte campanha publicitária contra o uso de peles de animais. Esta campanha abrange a imprensa escrita, a televisão e ainda a publicidade em exteriores, o que garante uma ampla divulgação da iniciativa.

Graças a este excelente trabalho, realizado a título pro-bono pela Krypton e pela BBDO, consegue-se fazer chegar ao grande público a mensagem de respeito pelos animais, nomeadamente o princípio básico de não lhes causar sofrimento desnecessário. E, que sofrimento é mais desnecessário do que o envolvido na indústria das peles, em que animais são mortos de forma atroz pelo mais fútil dos motivos?

Felizmente, a ignorância vai deixar de ser desculpa para usar peles, pois as pessoas estão agora mais informadas do que nunca. No entanto, enquanto algumas pessoas menos escrupulosas teimarem em alimentar este negócio e enquanto este comércio desumano não for banido, devemos protestar junto de todos aqueles que o promovem, como sejam as lojas que vendem vestuário em peles e os estilistas que o concebem.

Por fim, não podemos deixar de realçar a excelente qualidade desta campanha, a qual merece o aplauso de todos aqueles que defendem os animais. Não só porque se trata de uma qualidade à qual não estamos habituados em Portugal, mas também porque esta campanha nasceu da corajosa iniciativa de uma jovem associação de defesa dos direitos dos animais.

Imagens da Campanha: Chinchila: Asfixiada à Mão, Cão: Disponível Com Electrocussão Anal ou Genital e Gato: Pronto a Esfolar.

 

Créditos: Blogue Pelos Animais

sinto-me:
publicado por mímica às 11:40

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Sábado, 27 de Maio de 2006

A Igreja Católica e as Touradas

Já muito tem sido escrito acerca das touradas. No entanto, temos normalmente tendência a focar-nos na crueldade do espectáculo sangrento para os animais e degradante para quem assiste, esquecendo-nos por vezes das promiscuidades que a ele estão ligadas. Tudo o que seja um espectáculo bárbaro em que as pessoas se deleitam em assistir à tortura e morte de um animal na arena, para júbilo dos espectadores, diminui a dignidade humana e é notoriamente contra os princípios cristãos. Como tal, na pele de mensageiros de Deus, padres, bispos, cardeais e demais membros do clero católico não deveriam apoiar tal espectáculo.

No entanto, a hierarquia da Igreja Católica está muito envolvida na promoção das touradas. A Rádio Renascença, emissora católica portuguesa, não só promove amplamente as touradas e respectivos intervenientes, como todos os anos organiza uma tourada. Por esse país fora, há festas populares com corridas de touros (vulgo touradas) abençoadas pelo padre local. Em Barrancos, por exemplo, o padre sempre defendeu os touros de morte mesmo quando eram ilegais. Mais ainda, praça de touros que se preze tem uma capela e um capelão. E, como se isto não bastasse, não são poucos os padres “aficionados” e que o manifestam publicamente, como se isso nada tivesse de incompatível com a doutrina de Jesus Cristo.

Um desses casos é o bem conhecido P.e Vítor Melícias, que poderá facilmente ser encontrado nalguma praça de touros deste país a aplaudir e regozijar-se enquanto os touros são torturados. Mais caricato ainda é o facto de o P.e Vítor Melícias tratar-se de um Franciscano que, notoriamente, despreza os ensinamentos de São Francisco de Assis:

Não magoar os nossos humildes irmãos [os animais] é o nosso primeiro dever para com eles, mas parar aí não é suficiente. Temos uma missão mais elevada: servi-los sempre que eles necessitem. — São Francisco de Assis

Além disso, a União das Misericórdias Portuguesas, presidida pelo próprio P.e Melícias e com fortes ligações à Igreja Católica, é proprietária de 18 praças de touros, recolhendo dividendos da tortura de seres inocentes.

É mais que chegada a altura de a Igreja Católica assumir uma posição crítica acerca das touradas. Se a Igreja Católica se pronuncia sobre assuntos relacionados com a sociedade, a política, a educação e a família, entre tantos outros, por que não se pronuncia a Igreja claramente contra a tamanha barbárie que são as touradas? Certamente que não se espera uma batalha por parte da Igreja contra as touradas, mas pelo menos não as deveria defender nem promover na voz de alguns dos seus representantes. Quanto mais não seja porque, segundo a Bula de Pio V, as corridas de touros foram proibidas sob pena de excomunhão de todos aqueles que as praticassem ou a elas assistissem.

É oportuno relembrar as palavras sensatas de Abraham Lincoln:

Não me interessa nenhuma religião cujos princípios não melhoram nem tomam em consideração as condições dos animais. –Abraham Lincoln

Seja a voz dos animais e demonstre o seu repúdio pelo apoio/conivência da Igreja Católica, ou de pessoas ou instituições a ela ligadas, face às touradas. Com o nosso protesto, podemos contribuir activamente para o fim das touradas em Portugal.

Dê a conhecer a sua opinião, de forma educada, às seguintes entidades:

União das Misericórdias Portuguesas (instituição ligada à Igreja Católica e proprietária de várias praças de touros):
ump@netcabo.pt
Patriarcado de Lisboa:
gab.patriarca@patriarcado-lisboa.pt;
icne.congresso@patriarcado-lisboa.pt
P.e Vítor Melícias:
melicias@netcabo.pt
Franciscanos (ordem à qual pertence o P.e Vítor Melícias):
franciscanosofm@mail.telepac.pt;
conv.varatojo@mail.telepac.pt;
luzofm@esoterica.pt
Agência Ecclesia (site oficial da Igreja Católica e da agência de notícias Ecclesia):
agencia@ecclesia.pt
Papa Bento XVI (endereço exclusivo para falantes de português):
bentoxvi@vatican.va
Rádio Renascença (emissora de rádio católica que promove touradas):
info@rr.pt
Jornal Voz das Misericóridas (jornal da União das Misericórdias Portuguesas):
jvm.geral@mail.telepac.pt
vmredaccao@netcabo.pt

sinto-me:
música: SOS Rescue Me da Rhiana
publicado por mímica às 12:08

link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|

A Vida na Extremidade de Uma Corrente

Labrador AcorrentadoEm Portugal, são milhares os cães condenados a prisão perpétua, sem possibilidade de liberdade condicional. Estes animais nada de mal fizeram; nunca cometeram um crime. Contudo, são sujeitos a um castigo pior do que a morte: uma vida inteira na extremidade de uma corrente…

Por todo o país, são demasiados os cães que sofrem em silêncio porque ninguém sabe que estão acorrentados, ou ninguém se importa. Dormem dentro de um bidão, sentam-se sobre a lama ou sobre o cimento gelado, não têm água fresca à disposição, não têm atenção… Muitos destes cães vivem toda a sua vida acorrentados, dia após dia, mês após mês, ano após ano… A maioria destes cães nunca passeou, nunca teve o prazer de saber o que é brincar, e muito menos sabe o que é ser acarinhado. Acorrentados pelo pescoço, eles não vivem, simplesmente existem. Existem sem respeito, sem carinho, sem exercício, sem interacção social e, por vezes, sem os cuidados alimentares básicos.

Não há pior castigo para um cão do que mantê-lo permanentemente acorrentado. Os cães são animais de matilha, são animais sociais que precisam de estar integrados numa família (animal ou humana), uma família que os acarinhe. Isolar um cão, não lhe permitindo interacção com outros seres nem a prática de exercício, é algo de extremamente cruel. A tristeza destes animais está expressa no seu olhar. À medida que os dias se transformam em anos, a maioria destes cães deita-se, senta-se, dorme, come, bebe, urina e defeca dentro do mesmo raio de dois metros.

Parte considerável das pessoas que mantêm um cão acorrentado não se apercebe do impacto de tal atitude sobre o cão e sobre a própria comunidade. Para além da óbvia crueldade, acorrentar um cão não só é mau para o animal, como poderá resultar num ambiente bastante perigoso para as pessoas, especialmente crianças. Um cão continuamente acorrentado e isolado no exterior tende a transformar-se num animal ansioso, neurótico, territorial e inclusive agressivo.

Estes cães existem na sombra da nossa comunidade. Ajude-nos a tirá-los da sombra e a levá-los para dentro de casa.

Créditos: Blogue pelos animais

sinto-me:
música: Tudo vai mudar das Nonstop
publicado por mímica às 12:06

link do post | comentar | favorito
|

TVI e a Apologia das Nulidades

Mude de Canal ou Desligue o televisor!Como se já não bastasse o Circo das Celebridades da TVI (naquilo que parece uma tentativa desesperada de branqueamento da crueldade envolvida nos circos com animais), consta agora que o mais recente herói da telenovela Morangos Com Açucar é nada mais nada menos do que um toureiro.

Normalmente, isto não seria motivo para grande preocupação por parte de quem defende a dignidade dos animais. Afinal de contas, é tão clara e auto-evidente a crueldade envolvida nos circos com animais e nas touradas, que seria preciso alguém andar muito distraído para se deixar levar nesta conversa. Infelizmente, contudo, parece que a maior parte dos Portugueses anda mesmo distraída a esse ponto. Distraída a ponto de colocar a TVI no primeiro lugar das audiências, distraída a ponto de absorver alegremente o sensacionalismo barato, o elogio da mediocridade e da futilidade, e a falta de valores ou princípios.

Sem querer roubar “mérito” à TVI, os principais responsáveis pelo lastimável estado a que esta chegou somos nós enquanto espectadores. Ao ver a TVI, estamos a pagar a publicidade que a sustenta e, consequentemente, a financiar o desrespeito pela dignidade animal e humana que este canal promove. Ao não mudarmos de canal, estamos a contribuir para um verdadeiro retrocesso civilizacional, para que mais animais sofram e para que mais crianças, jovens e adultos pensem que a vida se resume a fama e futilidade. Por si, pelos seus filhos, pelos animais, mude de canal ou simplesmente desligue o televisor…

sinto-me:
música: I don't wanna talk about it dos D'ZRT
publicado por mímica às 12:04

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quarta-feira, 24 de Maio de 2006

Campo Pequeno: Degradação Renovada

 

Campo Pequeno

A reabertura do renovado Campo Pequeno (a qual teve lugar dia 16 de Maio) é um acontecimento que envergonha a maioria dos Lisboetas e a maioria dos Portugueses. É um acontecimento que envergonha todas as pessoas justas que acreditam que os animais devem ser tratados de forma humana e não devem ser sujeitos a sofrimento desnecessário.

Em pleno século XXI, parece surreal que se faça um investimento na ordem dos 100 milhões de Euros (20 milhões de contos) para promover a bárbara tradição das touradas, nas quais os animais são torturados exclusivamente para diversão de alguns. Contudo, é esta a triste realidade do nosso país de brandos costumes, onde figuras públicas de fracos princípios morais não se rogam a participar na inauguração de infame local, desde que isso lhes valha uns segundos em frente às câmaras de televisão. É esta a triste realidade de um país onde os meios de comunicação social, com a televisão pública à cabeça, divulgam e enaltecem as touradas de tal forma, que a tortura e violência exercidas sobre animais indefesos parecem uma prática totalmente aceitável.

Várias organizações estão a promover uma manifestação de protesto contra a reabertura da praça de touros para amanhã, quinta-feira, dia 18 às 20:00 (data em que se realizará a primeira tourada na renovada praça). É importante manifestarmo-nos contra a reabertura desta praça. Mas mais importante ainda será boicotar todos os espaços comerciais do complexo do Campo Pequeno e fazer chegar o nosso protesto aos patrocinadores das touradas, apelando aos nossos amigos e conhecidos para que se juntem a nós no boicote e na pressão junto dos patrocinadores. O nosso protesto só deveria terminar quando se deixarem de realizar touradas no Campo Pequeno e a praça de touros for convertida num espaço verdadeiramente cultural.

Depende de todos nós que respeitamos os animais, e do nosso esforço continuado, não permitir que uma minoria continue a torturar aqueles que não se podem defender.

publicado por mímica às 11:08

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Escandaloso: Terapia para crianças hiperacivas

Talvez não seja de conhecimento público que uma das terapias para combater a hiperactividade das crianças é oferecer-lhe um cãozinho.

O cãozinho é torturado por vezes até à morte!!!

Uma mãe, conta a rir, que o seu filho hiperactivo partiu as 2 patas ao cãozinho que ela lhe tinha oferecido.

É ou não é horrível?

Créditos: Ajudem-nos



publicado por mímica às 10:56

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Sexta-feira, 19 de Maio de 2006

Um novo blog!!!

Tenho 1 blog novo: http://atuahistoria.zip.net onde és tu quem decide tudo e se és fã do Harry Potter vai ao meu blog: http://magiasdeharrypotter.blogs.sapo.pt e se queres ler os meus livros e poemas cai ao blog: http://anacoliveirabooks.blogspot.com
publicado por mímica às 17:38

link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 16 de Maio de 2006

Bom para cachorro

Os pets japoneses contam com spa, tratamentos antiestresse, roupas de grife, bolo de aniversário e até funeral

0215_cachorro_lama.jpg

Cãozinho recebe tratamento com lama do Mar Morto no salão Jennie’s: mordomia por 82 dólares

O que fazer no fim de semana? Ir ao salão Jennie’s para uma sessão completa com xampu, massagem, aromaterapia e máscaras de lama do Mar Morto? Ou então curtir um dia no spa Tomioka e suas termas, piscinas e banheiras de hidromassagem, ideais para tratar problemas de pele e aliviar o estresse da vida urbana? Realmente, a dúvida é algo muito cruel para os animais de estimação japoneses — sim, estamos falando de bichos, e não de pessoas.

No Japão, onde o declínio da taxa de nascimento e o envelhecimento gradativo da população fizeram com que as pessoas nunca estivessem tão solitárias quanto nos dias de hoje, os bichos de estimação — pets, em inglês, ou petos, na peculiar versão da língua de Shakespeare inventada pelos japoneses — ganharam status tão ou até mais importante que os humanos.

0215_cachorro_livro_receita.jpgLivro de receitas caninas: best seller no Japão

Os preços desses serviços, nos quais estão incluídos itens importados da melhor qualidade, são altos. O gasto médio de cada proprietário com seu mascote chega a 14.226 (118 dólares) por mês, em Tokyo.

No salão para animais de estimação Jennie’s, uma sessão de tratamento com lama vinda do Mar Morto, rica em sais minerais e excelente hidratante, não sai por menos de 10 mil ienes (82 dólares). Por esse mesmo preço, pode-se levar um cãozinho para tomar banho e aparar o pêlo sob os cuidados de um profissional.

Em Gunma, o Dog Spa Tomioka tem atraído muitos donos de cachorros, que saem de Tokyo para tomar um bom banho nas águas termais, com direito a hidromassagem. Pelo menos 70% dos usuários caninos vão lá para tratar de problemas de pele ou se submeter a sessões de fisioterapia. Segundo um dos responsáveis, a vida nas cidades estressa os bichinhos, que acabam ficando mais fracos.

0215_cachorro_hideko.jpgHideko Notani, dona de um café somente para cães

Lançado em 1995, o primeiro Seguro de Saúde para bichos de estimação do Japan Pet Owners Club Co. conta com 10 mil assegurados.

A taxa mensal mínima é de 1,4 mil ienes (11 dólares). Os seguros cobrem danos causados pelo animal a terceiros, hospitalização, morte por doenças ou ferimentos e câncer. Se, mesmo com esse apoio médico e financeiro para a saúde, o bichinho morrer, é possível dar a ele um funeral com pompa e circunstância. A Saint Springs, casa especializada em enterros para animais de estimação em Roppongi, Tokyo, já realizou mais de quatro mil funerais, incluindo de esquilos, cobras e iguanas. A cerimônia é realizada de acordo com a religião budista, e o custo varia entre 50 mil e 100 mil ienes (413 a 826 dólares), mais uma taxa anual de 15 mil ienes (124 dólares).

0215_cachorro_comidinhas_grande.jpg
Comidinhas sem adição de sal ou açúcar, para não comprometer a saúde dos animais

Bichos VIPs
No Japão, a preocupação com os bichos de estimação é tão grande que eles dispõem até de uma moda exclusiva. Coleiras brilhantes, capas de chuva, galochas e mesmo roupas sem nenhuma função que não seja estética estão no mercado canino, que em breve receberá peças chiquérrimas de marcas como Gucci e Chanel.

Made in JapanSecador com piscina, para uma secagem mais rápida

Tudo a preços exorbitantes, é claro. Ao que parece, dinheiro não é problema para animais que podem se dar ao luxo de ir tomar um cafezinho com seus donos no café de Petspa, perto de Komazawa, em Tokyo.

Lá, os bichos têm direito a banho, aromaterapia, massagem e tratamento no spa. Enquanto isso, o dono espera tomando seu café. Para os VIPs (Very Important PETs), há quartos especiais equipados com câmeras, para que os donos possam se tranqüilizar vendo como está seu bichinho em tempo real.

Apetite canino
Hideko Notani, conhecida como Deco, é a autora de um dos livros de receita mais vendidos no Japão, Inu ga yorokobu tezukuri oyatsu 50 no recipe (algo como Cinqüenta receitas caseiras de lanchinhos para deixar seu cachorro feliz). “O livro fez tanto sucesso que pensei em abrir o café”, conta a autora e proprietária do Deco’s Dog Cafe, em Daikanyama, Tokyo.

Fotos: Yayoi Wada
Souvenires para os pets

O estabelecimento oferece uma variedade de 20 pratos diferentes, todos livres de produtos químicos, sem adição de sal nem açúcar, “para garantir a saúde dos bichinhos”, explica. Até bolos de aniversário feitos sob encomenda são vendidos, com preços entre 1,5 mil e 2,5 mil ienes (12 a 20 doláres). Como em toda freguesia, há certas regras comportamentais: não se pode latir excessivamente, deve-se manter a coleira presa e, importante, usar o banheiro antes de entrar no recinto. “Nunca tive problemas. Ultimamente, alguns cachorros estão se tornando freqüentadores diários”, completa Deco.

Novidades do mundo animal Não entendeu? use o tradutor de latidos
0215_cachorro_nao_entendeu.jpgÉ sério. A empresa Takara Co. lançou no mercado o Bowlingual, um tradutor para cachorros que analisa as emoções do bichinho e converte tudo para o japonês. O Bowlingual é capaz de classificar os latidos em até sete padrões emocionais diferentes. Se o dono responder a algumas perguntas, o equipamento também pode dar conselhos sobre o estado de saúde dos animais. Já nos primeiros dias após o lançamento, a Takara vendeu todas as 30 mil unidades iniciais. O produto vem em duas cores e custa 14,8 mil ienes (122 dólares).

0215_cachorro_visao.jpgVisão perfeita
Desde 1997, a fabricante de lentes de contato Menicon Co. vem comercializando as lentes Meni-Wan Lnes, utilizadas em implantes para cachorros que são operados de catarata. Seu mais recente lançamento é o Meni-Wan Chiryo-yo, um modelo mais flexível e bastante similar aos produtos usados por seres humanos.

Yayoi WadaDeleite animal
Especial para animais de estimação, o salão de beleza Jennie’s oferece um verdadeiro pacote de serviços, capazes de relaxar o mais furioso dos bichos. Inclui banho com xampu, massagem, aromaterapia e máscaras de lama do Mar Morto, em 2 horas de puro deleite animal. O preço básico é de 10 mil ienes (82 dólares), e o salão atende, em média, cinco clientes por dia.

0215_cachorro_boa_vida.jpgBoa vida no Brasil
O cuidado especial com os pets não é privilégio somente dos japoneses. Existem tratamentos especiais também no Brasil. A consultora Samia Maluf adaptou os banhos de ofurô com sais essenciais para os clientes caninos.

Na loja By Samia Aromaterapia, localizada em São Paulo, são fabricadas banheiras cujas tinas foram remodeladas para abrigar pacientes poodles, yorkshires e basset hounds, entre outros.

0215_cachorro_lente_contato.jpgSamia explica que os cães reagem aos óleos da mesma maneira que os humanos, ou seja, eles também relaxam e se sentem melhor.

É a democratização das terapias alternativas! Além disso, o banho funciona como antibactericida.


Reportagem: Yayoi Wada, de Tokyo

 Créditos: Made in Japan

sinto-me:
música: Don't Worries de Simon Webbes
publicado por mímica às 18:13

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Silves: Cães ajudam crian...

. Cientistas indicam que os...

. Especial Halloween - Anim...

. Torturar e matar animais ...

. Elefante bebé chora depoi...

. Como os animais realmente...

. Associação transmontana q...

. Cão ajuda criança em caso...

. Furacão Katrina provocou ...

. Animal defende fim da "ve...

.arquivos

. Março 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Janeiro 2012

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

.tags

. todas as tags

.favoritos

. Uma outra paragem

. NÃO ...

. Penteados em tempo de aul...

. Quem escreveu isto é um g...

. Amor vândalo

. O IDIOTA E A MOEDA

. Respostas Reais

. Historia de Portugal em p...

. Dia do nosso Nascimento

. Conversa entre Ministros

.links

.participar

. participe neste blog


Girly glitter comments from www.GirlyTags.com

Girly glitter comments from www.GirlyTags.com

.Adopção

Adotado no Evelyn's Place.com Adotado no Evelyn's Place.com Adotado no Evelyn's Place.com

.Vamos Ajudá-los

lays by verdinha lays by verdinha lays by verdinha lays by verdinha
Esta Terra que é a Nostra
Image Hosted by ImageShack.us
adopt your own virtual pet!

.subscrever feeds