Segunda-feira, 3 de Dezembro de 2007

Padrão dos cães de montanha dos pirinéus

ASPECTO GERAL - cão de tamanho grande, imponente e fortemente constituído, mas não sem uma certa elegância.
PROPORÇÕES - a largura máxima do crânio é igual ao seu comprimento.
- o focinho é ligeiramente mais curto do que o crânio.
- o comprimento do tronco, da ponta do ombro à ponta da nádega, é levemente maior que altura na cernelha.
- a profundidade de peito = ou levemente menor que 1/2 altura na cernelha.
TALHE  
• Altura na Cernelha
Macho: Altura Máxima - 80 cm
Altura Mínima - 70 cm
Altura Ideal - padrão não comenta.
Fêmea: Altura Máxima - 75 cm
Altura Mínima - 65 cm
Altura Ideal - padrão não comenta.
• Comprimento - o comprimento do tronco, da ponta do ombro à ponta da nádega, é ligeiramente maior que a altura na cernelha.
• Peso - padrão não comenta.
TEMPERAMENTO - utilizado para assegurar, sozinho, a protecção do rebanho contra os ataques dos predadores, sua selecção foi feita sobre suas aptidões para a guarda e seu apego ao rebanho. As principais qualidades consequentemente são a força e a agilidade, como também a meiguice e o apego aos que são protegidos por ele. Esse cão de guarda tem uma propensão à independência e um senso de iniciativa que exigem da parte de seu dono uma certa autoridade.
PELE - espessa e flexível; ela apresenta muitas vezes manchas pigmentadas sobre todo o corpo.
PELAGEM - Pêlo: bem guarnecido, plano, bastante longo e flexível; mais crespo nos ombros e dorso, mais longo na cauda e ao redor do pescoço onde ele pode ondular ligeiramente. O pêlo do culote é mais fino, mais lanoso e muito denso. O subpêlo é igualmente denso.
COR - branca ou branca com manchas de aparência cinza (pêlo de texugo ou de lobo), ou amarelo claro ou laranja (arrouye) na cabeça, nas orelhas, na raiz da cauda e às vezes sobre o tronco. As manchas texugo são as mais apreciadas.
CABEÇA - não muito grande em relação ao tamanho do cão. Suas laterais são razoavelmente planas.
REGIÃO CRANIANA  
• Crânio - a largura máxima do crânio é igual ao seu comprimento. Ele é ligeiramente arredondado pelo fato de a crista sagital ser perceptível ao toque. Em razão da protuberância occipital ser aparente, a parte posterior do crânio tem um formato ogival. As arcadas superciliares não são pronunciadas; o sulco sagital é apenas perceptível ao toque entre os olhos.
• Stop - em suave declive.
REGIÃO FACIAL  
• Focinho - largo, ligeiramente mais curto do que o crânio, afilando progressivamente para a ponta. Visto por cima, ele tem a forma de um V com a ponta truncada. Bem cheio sob os olhos.
• Trufa - totalmente preta.
• Lábios - os superiores pouco pendentes, apenas o suficiente para cobrir a mandíbula. Pretos ou fortemente marcados com preto, assim como o palato.
• Bochecha - Padrão não comenta
• Mordedura - dentadura completa, com dentes saudáveis e brancos. Mordedura em tesoura (os incisivos superiores ultrapassando os inferiores sem perder contato); a mordedura em torquês é admitida, assim como dois incisivos pinça apontando para fora.
• Olhos - mais para pequenos, amendoados, ligeiramente oblíquos, de expressão inteligente, contemplativa e de cor marrom âmbar. As pálpebras jamais são frouxas. De olhar meigo e sonhador.
• Orelhas - inseridas na altura dos olhos; bastante pequenas, de formato triangular e de pontas arredondadas. Caídas rente as faces são portadas ligeiramente elevadas quando o cão está atento.
PESCOÇO - forte, relativamente curto, com barbelas muito pequenas.
TRONCO  
• Linha superior - bem firme.
• Cernelha - larga.
• Dorso - de bom comprimento e robusto.
• Peito - não muito baixo, porém largo e longo. Profundo até o nível dos cotovelos, sem ultrapassar. Sua profundidade é igual ou ligeiramente menor que a metade da altura do cão na cernelha.
• Costelas - ligeiramente arredondadas.
• Ventre - escassamente pronunciado.
• Lombo - de comprimento médio.
• Garupa - ligeiramente oblíqua, com ancas bastante salientes.
MEMBROS
Anteriores - aprumados, fortes.
• Ombros - moderadamente oblíquos.
• Braços - bem musculados, de tamanho médio.
• Cotovelos - Padrão não comenta
• Antebraços - rectos, fortes e bem franjados.
• Carpos - os punhos estão no alinhamento do antebraço.
• Metacarpos - ligeiramente oblíquos.
• Patas - pouco longas, compactas, com os dígitos ligeiramente arqueados.
Posteriores - apresentam franjas mais longas e mais densas do que os anteriores. Vistos por trás, são verticais.
• Coxas - bem musculadas, não muito longas, medianamente oblíquas e musculatura bem definida.
• Joelhos - de angulações médias e corretamente direcionados para frente.
• Pernas - fortes e de comprimento médio.
• Metatarsos - Ergôs: os membros posteriores apresentam ergôs duplos e bem formados. Os membros anteriores apresentam, às vezes, ergôs simples ou duplos.
• Jarretes - longos, secos, moderadamente angulados.
• Patas - pouco alongadas, compactas, com os dedos ligeiramente arqueados.
CAUDA - alcança, no mínimo, a ponta dos jarretes. De pelagem densa formando plumagem. Portada baixa quando em repouso, com sua extremidade formando, de preferência, um gancho. Quando em atenção, a cauda eleva-se em direção ao dorso, formando um forte círculo, e somente sua extremidade toca o lombo (fazendo a roda “arroundera”, para citar a expressão usada pelo povo dos Pireneus).
MOVIMENTAÇÃO - o cão da montanha dos Pireneus tem uma movimentação poderosa e fluente, jamais pesada. O movimento é mais amplo do que rápido, com certa flexibilidade e elegância. As angulações dos cães lhes permitem uma andadura infatigável.
FALTAS: - qualquer desvio dos termos deste padrão deverá ser considerado como falta e penalizado na exata proporção de sua gravidade e seus efeitos sobre a saúde e o bem estar do cão.
• Aparência pesada, sem distinção. Cães gordos, debilitados e apáticos.
• Cabeça muito pesada, de forma retangular.
• crânio muito largo; testa arredondada.
• stop muito marcado ou inexistente.
• lábios muito descidos formando lábios grossos e pendentes.
• pigmentação insuficiente da trufa, das bordas das pálpebras e dos lábios.
• Olhos redondos, claros, profundos ou proeminentes, muito grandes ou muito pequenos, muito próximos um do outro ou muito afastados. Terceira pálpebra visível. Expressão dura.
• Orelhas largas, longas, plissadas, portadas para trás, inseridas altas.
• Pescoço fino; um pouco longo ou ao contrário, muito curto, dando a impressão de que a cabeça está nos ombros. Barbela muito pronunciada.
• linha superior: selada ou carpeada; ventre esgalgado ou pendente.
• peito: muito largo ou muito estreito; costelas planas ou em barril.
• cauda: pouco densa ou mal portada; muito curta ou muito longa; sem penacho, não "fazendo a roda" em ação, ou fazendo-a sempre, mesmo em repouso.
• membros anteriores: virando para fora ou para dentro; ângulo escápulo-umeral muito aberto.
• jarretes: retos ou excessivamente angulados.
• patas: longas; planas.
• pêlo: curto ou crespo; mole. Ausência de subpêlo
FALTAS GRAVES - padrão não comenta.
FALTAS ELIMINATÓRIAS: - as gerais e mais:
• Timidez, agressividade.
• Trufa não totalmente preta.
• prognatismo superior ou inferior ou qualquer outra má-formação.
• pálpebras cor de carne; olhos amarelos.
• ausência de ergôs. Ergôs simples ou ergôs duplos atrofiados nos posteriores.
• qualquer cor não especificada no padrão.
• Tamanho fora dos limites.
Todo cão que apresentar qualquer sinal de anomalia física ou comportamental deve ser desqualificado.

Todo cão que apresentar qualquer sinal de anomalia física ou comportamental deve ser desqualificado.
NOTA: os machos devem apresentar dois testículos de aparência normal, bem desenvolvidos e acomodados na bolsa escrotal.

Fonte: Bruno Tausz
sinto-me:
música: ангина - твоя девочка ушла
publicado por mímica às 21:38

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Silves: Cães ajudam crian...

. Cientistas indicam que os...

. Especial Halloween - Anim...

. Torturar e matar animais ...

. Elefante bebé chora depoi...

. Como os animais realmente...

. Associação transmontana q...

. Cão ajuda criança em caso...

. Furacão Katrina provocou ...

. Animal defende fim da "ve...

.arquivos

. Março 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Janeiro 2012

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

.tags

. todas as tags

.favoritos

. Uma outra paragem

. NÃO ...

. Penteados em tempo de aul...

. Quem escreveu isto é um g...

. Amor vândalo

. O IDIOTA E A MOEDA

. Respostas Reais

. Historia de Portugal em p...

. Dia do nosso Nascimento

. Conversa entre Ministros

.links

.participar

. participe neste blog


Girly glitter comments from www.GirlyTags.com

Girly glitter comments from www.GirlyTags.com

.Adopção

Adotado no Evelyn's Place.com Adotado no Evelyn's Place.com Adotado no Evelyn's Place.com

.Vamos Ajudá-los

lays by verdinha lays by verdinha lays by verdinha lays by verdinha
Esta Terra que é a Nostra
Image Hosted by ImageShack.us
adopt your own virtual pet!

.subscrever feeds