Domingo, 23 de Junho de 2013

Associação transmontana quer eliminar ideia de 'lobo mau' nas crianças




Uma associação de Trás-os-Montes anunciou hoje que vai desenvolver um conjunto de aplicações para 'smartphones' e 'tablets' para que, junto das crianças, seja desmistificada a ideia do "lobo mau" e seja fomentada uma maior consciencialização ambiental.

Filipe Marrão, técnico da Corane - Associação de Desenvolvimento da Terra Fria Transmontana, que engloba os concelhos de Bragança, Miranda do Douro, Vinhais e Vimioso, estas aplicações vão permitir descobrir as zonas de lobos, histórias e lendas associadas a este animal que "ainda assusta as populações rurais com os seus ataques".

Outro dos propósitos da Corane é implementar, como já acontece em Espanha, a introdução de roteiros ambientais, que permitam sinalizar estruturas e trilhos associadas ao lobo e todo o património etnográfico associado as alcateias.

"Os turistas poderão descarregar do sítio da Internet do projecto transnacional 'Lobo: Vida Selvagem e Agricultores' toda informação e partir à descoberta de alcateias em todas as zonas dos concelhos de Terras Fria Transmontana", explicou.

O projecto foi hoje apresentado em Santalhão, no concelho de Vimioso, numa iniciativa que juntou técnicos e pastores de Portugal, Espanha, Estónia, Roménia, Suécia e Polónia.

Com estas aplicações para 'smartphones' e 'tablets', além de conhecerem o quotidiano e os trilhos do lobo e seus habitats, os utilizadores poderão conhecer pontos de interesse turístico dos quatros concelhos de região nordestina, que integram a Associação de Desenvolvimento da Terra Fria Transmontana.

"A ideia é que o lobo seja um chamariz turístico para a região do Nordeste Transmontano", acrescentou Filipe Marrão.

Outras ideias apresentada pelos parceiros no projecto passa pela criação de uma federação ou associação transnacional, com a missão de dar continuidade aos trabalhos desenvolvidos no sentido de proporcionar "uma coexistência pacífica entre o lobo e agro pastorícia".

"Há vontade de todos os parceiros em avançar com a iniciativa ", frisou o técnico da Corane.

O projecto transnacional "Lobo: Vida Selvagem" está em curso há dois anos e a Corane é um dos parceiros.

 

Lusa/SOL

 

publicado por mímica às 00:03

link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 31 de Julho de 2012

Moonspell associam-se à campanha para salvar o Centro de Recuperação do Lobo-ibérico

 


A banda de Heavy Metal portuguesa declarou no Facebook o seu apoio à campanha de financiamento coletivo (crowdfunding) para aquisição dos terrenos onde está alojado o Centro de Recuperação do Lobo-ibérico, que está em risco de ser ‘despejado’, pedindo aos fãs que contribuam para a causa.


 

A conceituada banda portuguesa de Heavy Metal Moonspell associou-se ontem, através da sua página no Facebook, à campanha do Grupo Lobo “Help the Iberian Wolf”.

Trata-se de uma iniciativa que tem como objetivo reunir fundos para a aquisição dos 17 hectares de terreno onde que se situa o Centro de Recuperação do Lobo-ibérico (CRLI) um projeto da associação cujo trabalho em prol da conservação do lobo já recebeu vários prémios, como o BES Biodiversidade e o Ford Motor Company Award.

O CRLI, situado em Mafra, aloja lobos que não podem viver em liberdade e que funcionam como embaixadores da espécie junto do público, correndo agora o risco de ser “despejado” e ver terminado, de forma abrupta, o trabalho que tem vindo a realizar desde há 25 anos.

A campanha foi lançada no passado dia 25 através da iniciativa Naturfunding de crowdfundingambiental. O crowfunding constitui uma forma de financiamento coletivo, em o público contribui para o financiamento de causas e projetos do seu interesse sendo, simultaneamente, recompensado por contrapartidas concedidas pelos seus promotores.

Os Moonspell, cujo álbum de estreia em 1995 se intitulou "Worlfheart", publicaram na suapágina do Facebook a um post em que declaram o seu apoio à iniciativa que apela “Não deixe os lobos sem abrigo!” e encoraja os fãs a contribuírem, na medida das suas possibilidades, para a causa lembrando que “Todos contam!”.

 

Fonte: Naturlink

 

Quem desejar contribuir e/ou divulgar a campanha do Grupo Lobo poderá fazê-lo aqui

Saiba mais sobre o Centro de Recuperação do Lobo-ibérico e o trabalho do Grupo Loboaqui 

música: Tower of a strengh - Aurea
publicado por mímica às 14:21

link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 5 de Junho de 2011

Raposa é "adoptada" em Vila Real

Isto sim demonstra que os animais selvagens, como a raposa, não são forçosamente inimigos dos humanos. É, pois, possível criar laços entre ambos. É de louvar esta atitude dos habitantes daquela aldeia, já que o mais comum é andarem à caça destes belos animais.
publicado por mímica às 10:36

link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 25 de Abril de 2010

Morreu o segundo bebé lince ibérico, causa da morte em análise laboratorial - ICNB

O segundo bebé lince ibérico, que nasceu este mês no Centro Nacional de Reprodução do Lince Ibérico de Silves, morreu no domingo e estão em curso exames para apurar a causa da morte, disse hoje à Lusa fonte daquele organismo.

O Instituto de Conservação da Natureza e Biodiversidade (ICNB) adiantou que estão em curso "análises laboratoriais para apurar com exatidão a causa da morte das duas crias de lince ibérico nascidas dia 04 de abril no Centro Nacional de Reprodução do Lince-ibérico".

A primeira cria nascida em cativeiro em Portugal, uma fêmea, morreu dia 11 de abril, tendo resistido com vida sete dias.

 

Fonte: Lusa

publicado por mímica às 02:12

link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 14 de Abril de 2010

Lince Ibérico: Uma das crias, uma fêmea, morreu no Centro de Silves de "causa aguda"

Um dos bebés lince ibérico, uma fêmea, que nasceu no domingo de Páscoa no Centro Nacional de Reprodução do Lince Ibérico em Silves, Algarve, morreu no domingo, dia 11, "de causa aguda", disse hoje à Lusa fonte daquele organismo.

"As duas crias de lince ibérico estiveram sempre bem até domingo, dia em que uma delas morreu de causa aguda e de forma rápida", explicou o diretor do Centro Nacional de Reprodução do Lince Ibérico, Rodrigo Serra.

Segundo os resultados preliminares da autópsia realizada no Centro de Análises e Diagnóstico de Málaga (Espanha), entidade que costuma fazer as autópsias dos linces ibéricos que morrem em cativeiro, a cria, com uma semana de vida, "estava bem alimentada" e não recebeu maus tratos da progenitora, acrescentou aquele responsável.

 

Fonte: Lusa Online

publicado por mímica às 01:42

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Sábado, 10 de Abril de 2010

Centenas de pessoas reclamam fim das touradas

Mais de trezentas pessoas estão hoje, sábado, à tarde a manifestar-se em frente ao Campo Pequeno, em Lisboa, para exigir ao Governo mais legislação que proteja os animais e o fim das touradas em Portugal.

"Tradição não é justificação, é falta de instrução!", "torturar e matar merece castigo" e "já não somos primitivos" eram algumas da frases que se podiam ler em cartazes, enquanto "troque de lugar com os touros" e "todos diferentes, todos animais" eram algumas das opções nas 't-shirts'.

 "O que pretendemos dizer ao legislador e ao Governo é que os cidadãos estão muito descontentes com a forma como os animais estão protegidos em Portugal e exigem mais protecção legislativa", afirmou aos jornalistas Rita Silva, presidente da Animal, associação que convocou o protesto.

Maria João Oliveira, uma das manifestantes, veste uma camisola onde se pode ler "salva os touros dos toureiros". Considera que este é um protesto "bastante válido": "Os animais não estão protegidos em termos de legislação".

"A evolução da sociedade também se vê pela forma como se tratam os animais", acrescentou, revelando ter tido conhecimento do protesto através das redes sociais.

Já Cristina, presente nas marchas e manifestações há vários anos, diz que em Portugal os animais só têm valor "enquanto património de alguém", reclamando, por isso, mais legislação.

Critica ainda  a recente criação pelo Ministério da Cultura de uma Secção de Tauromaquia: "É uma vergonha e uma ofensa".

Depois da concentração, os manifestantes vão seguir em marcha até ao Parlamento. É o caso de Diana, de 20 anos, que é contra a realização de touradas.

"Esse tipo de espectáculo é medíocre e retrógrada. Não tem de existir, muito menos com a desculpa de que é tradição", afirmou.

A presidente da Associação Animal espera que o protesto reúna "milhares de pessoas" durante a tarde, até porque "todos os grupos de protecção dos animais", de norte a sul, aderiram.

"É bastante expectável que cheguemos aos milhares e isso é uma muito boa mensagem a passar ao legislador", afirmou.

 

 

Fonte: JN Online

publicado por mímica às 19:06

link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 9 de Outubro de 2009

Crueldade na Dinamarca: Assassínio em massa de golfinhos!

A própria natureza geme, esperando a sua redenção!
 


 

....Dinamarca, uma vergonha

O mar se tinge de vermelho, entretanto não é devido aos efeitos climáticos da natureza.


???     ???????
 


Deve-se à crueldade com que os seres humanos (seres civilizados) matam centenas de famosos e inteligentíssimos
Golfinhos Calderon.


??? ???????
Isto acontece ano após ano na Ilha Feroe na Dinamarca. Deste massacre participam principalmente jovens...
Por que?
Para demonstrar que estes mesmo jovens já chegaram a uma idade adulta, estão maduros!!
 



??? ???????


Em tal celebração, nada falta para a diversão,
 

TODOS PARTICIPAM DE UMA MANEIRA OU DE OUTRA, matando ou vendo a crueldade, "apoiando-a como espectador".

??? ???????

Cabe mencionar que o golfinho calderon, como quase todas as outras espécies de golfinhos, aproximam-se do homem unicamente para interagir e brincar em gesto de pura amizade.

??? ???????


??? ???????

Eles não morrem instantaneamente, são cortados uma ou duas vezes com ganchos grossos.
 
Nesse momento os golfinhos produzem um som estridente bem parecido ao choro de um recém-nascido.


??? ???????
 


Sofre e não há compaixão até que este dócil ser sangra lentamente e sofre com feridas enormes até perder a consciência e morrer no seu próprio sangue.

??? ???????

Finalmente estes heróis da ilha, agora são adultos racionais e direitos, já demonstraram a sua maturidade!!

??? ???????


??? ???????
 
Cuide do mundo, ele é sua casa!
 
publicado por mímica às 13:21

link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 27 de Agosto de 2009

Lançada nova iniciativa a nível internacional para salvar os Anfíbios da Extinção

Conservacionistas de várias organizações criaram a Aliança pela Sobrevivência dos Anfíbios, uma plataforma que reúne vários projectos e que pretende melhorar a coordenação dos esforços para promover a conservação deste grupo tão ameaçado de extinção.

 

Actualmente, 1/3 das espécies de anfíbios apresentam risco de extinção, o que faz com que este grupo esteja mais ameaçado que as aves, os mamíferos, os répteis e os peixes. As principais ameaças são a destruição de habitat e a infecção fúngica quitridiomicose. No entanto, outros factores contribuem para o agravamento do risco de extinção incluindo a captura de indivíduos com fins alimentares, para fabrico de medicamentos e para o comércio de animais domésticos; a poluição química; as Alterações Climáticas; as espécies introduzidas e várias doenças infecciosas.

Em 2006 tinha sido proposta a associação de várias organizações implicadas na luta pela conservação dos anfíbios, mas na altura não surgiram os necessários apoios financeiro e institucional, que se materializaram recentemente no encontro da Zoological Society of London.

Foi assim oficialmente criada a Aliança pela Sobrevivência dos Anfíbios, que reúne organizações com projectos de conservação deste grupo taxonómico de forma a potenciar os resultados da investigação e de procura de financiamento.

No encontro de dois dias das ZSL foram definidas as duas linhas de acção futuras que em que a Aliança vai investir, que correspondem às duas principais ameaças à sobrevivência dos Anfíbios -  a destruição de habitat e as doenças infecciosas, nomeadamente a quitridiomicose.

Na reunião da passada semana ficou estabelecido que a investigação para encontrar tratamento para o fungo da quitridiomicose deve ser uma prioridade. Este fungo foi identificado há 10 anos e hoje afecta anfíbios nos 5 continentes onde estão presentes. Actualmente a investigação nesta área procura compreender como o fungo teve origem e como ataca mortalmente, mas em termos práticos o mais importante é saber como deter esta ameaça “no campo” e não “no laboratório”. Projectos investigação passados sugeriram que algumas espécies de anfíbios transportam químicos na sua pele, produzidos por uma bactéria, que actuam como uma defesa natural, por isso uma linha de acção possível é a utilização dessas substâncias para proteger espécies de anfíbios que não as possuem. Outras abordagens que serão estudadas implicam o uso de medicamentos anti-fúngicos, a exploração da resistência em populações em cativeiro e as translocações. Por outro lado, é essencial impedir a propagação da quitridiomicose a áreas não afectadas, como é o caso de Madagáscar.

Também há que deter a destruição de habitat, a outra grande ameaça à sobrevivência dos anfíbios e que se apresenta como um desafio maior. Embora seja um problema global, a situação é mais crítica na Ásia, onde se assiste à expansão das cidades, das indústrias e das infra-estruturas.
Segundo Claude Gascon, do Amphibian Specialist Group, órgão da UICN que reúne especialistas em anfíbios, “Uma das razões por que os anfíbios se encontram nesta situação-limite está relacionada com o facto de muitas espécies se encontrarem apenas em determinadas zonas, sendo portanto, muito mais susceptíveis à perda de habitat”.

A nova Aliança colaborará com os parceiros para implementar o Plano de Acção para a Conservação dos Anfíbios e para chamar a atenção da sociedade para a causa da conservação deste grupo taxonómico em 2010, Ano Internacional da Biodiversidade.

Fonte: Naturlink

publicado por mímica às 14:09

link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 7 de Maio de 2009

Novas espécies de sapos ameaçadas em Madagáscar

Foram descobertas cerca de 200 novas espécies de sapos em Madagáscar. No entanto, a situação política instável pode prejudicar a protecção da biodiversidade.
 

Os cientistas revelaram a descoberta de 129 a 221 novas espécies de sapos em Madagáscar, a quarta maior ilha do Mundo. Desta forma, o número de diferentes tipos de anfíbios conhecidos no mundo pode duplicar.
No entanto, a instabilidade política dos últimos meses tem comprometido a conservação.
"A instabilidade política está a permitir o corte de florestas e a gerar muitas incertezas sobre o futuro das áreas protegidas", afirmou David Vieitas, pesquisador no Spanish National Natural Museum, citado pela Reuters. A agência explica que estas espécies ainda não foram descobertas em locais desprotegidos.
Mais de 80 por cento dos mamíferos de Madagáscar não são encontrados em mais nenhuma parte do mundo. Esta conhecida diversidade de espécies naquela área tem alimentado o crescimento de uma indústria de turismo que está avaliada em 390 milhões de dólares ao ano.
A ilha de Madagáscar separou-se do continente africano há cerca de 160 milhões de anos, permitindo a fauna e a flora desenvolver-se num grande isolamento.

Fonte: TVNET

 

 

publicado por mímica às 18:11

link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 6 de Outubro de 2008

Extinção ameaça 25% dos mamíferos

foto AFP PHOTO/ IUCN - ANTONIO RIVAS
Extinção ameaça 25% dos mamíferos
 

 

Cerca de um quarto dos mamíferos do Mundo corre o risco de extinção. A revelação faz parte de um estudo internacional apresentado esta segunda-feira, em Barcelona, no congresso da União Internacional para  a Conservação da Natureza.

A destruição dos habitats naturais e a caça são as principais ameaças para cerca de 1139 das 4651 espécies de mamíferos estudadas pelas cientistas. O estudo mais compreensivo até hoje realizado, que envolveu 1700 investigadores, mostra que quase metade das 5847 espécies conhecidas de mamíferos está quebra.

“Os mamíferos estão num declínio mais rápido do que aquilo que pensávamos – uma em cada quatro espécies está em risco de extinção”. A observação, colhida pela Agência Reuters, foi feita por Jan Schipper, líder da equipa que fez a “Lista Vermelha” das espécies ameaçadas.

 

Da baleia azul ao morceço-abelha

 

Os mamíferos variam entre as várias toneladas da baleia azul e minúsculo morcego-abelha da Tailândia, do tamanho do insecto onde colheu o apelido. Segundo Jan Schipper a ameaça é mais premente para os mamíferos terrestres na Ásia, onde criaturas como o orangotango sofrem com a desflorestação. Cerca de 80% dos primatas na região estão ameaçados.

“Durante a nossa vida, centenas de espécies podem perder-se em consequência das nossas acções”, observou Júlia Marton-Lefreve, directora-geral da União Internacional para  a Conservação da Natureza (UICN), que compilou a “Lista Vermelha” apresentada em Barcelona. Segundo Jan Schipper, os dados recolhidos, que abrangem 4651 espécies, são muito mais amplos que o anterior estudo, de 1996.

A ameaça de extinção aumentou substancialmente para espécies como o Diabo da Tasmânia, um marsupial da Austrália, e a foca do mar Cáspio. Pelo menos 76 mamíferos desapareceram da face da terra desde 1500.

 

O lince ibérico à beira do fim

 

Do total de 1139 espécies consideradas em risco, 188 estão “em estado crítico”, a categoria mais elevada de extinção. Entre estes, inclui-se o lince ibérico, calculando-se que existam apenas entre 84 e 143 espécimes adultos. A caça, com repercussões na diminuição do número de coelhos, alimento favorito do grande gato da Ibéria, está entre os motivos que perigam a vida deste felino.

A perda do habitat e a caça, para tudo desde alimentação a produtos medicinais, “são, de longe, as maiores ameaças aos mamíferos”, escreveu a equipa liderada por Jan Schipper na revista norte-america Science. "Na realidade, o número de mamíferos ameaçados de extinção pode chegar aos 36%", acrescentou.

Entre outras ameaças, o aquecimento global, que o Painel do Clima das Nações Unidas considera responsabilidade humana devido ao uso excessivo de combustíveis fósseis está a atingir espécies que dependem do gelo do Ártico , como o urso polar.

 

5% das espécies recuperam

 

O relatório, que praticamente abriu o congresso da IUCN, que decorre até 14 de Outubro, não é todo sombra. Há também luz: 5% das espécies estão em recuperação, graças aos esforços humanos de conservação. Casos do bisonte europeu e o furão de pé-preto, encontrado na América do Norte. O elefante africano também desceu na lista de preocupações, passando de “risco ligeiro” para “vulnerável”, devido ao aumento de populações elefantinas no sudeste e este de África.

Segundo Schipper, desde 1992 foram referenciadas mais 349 espécies de mamíferos. Entre estas o elefante musaranho, um mamífero insectívoro da Tailândia. De acordo com os investigadores, há espécies que desaparecem antes mesmo de serem identificadas e catalogadas.

 

Fonte: JN

sinto-me:
música: I Believe I Can Fly - R Kelly
publicado por mímica às 17:55

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Associação transmontana q...

. Moonspell associam-se à c...

. Raposa é "adoptada" em Vi...

. Morreu o segundo bebé lin...

. Lince Ibérico: Uma das cr...

. Centenas de pessoas recla...

. Crueldade na Dinamarca: A...

. Lançada nova iniciativa a...

. Novas espécies de sapos a...

. Extinção ameaça 25% dos m...

.arquivos

. Março 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Janeiro 2012

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

.tags

. todas as tags

.favoritos

. Uma outra paragem

. NÃO ...

. Penteados em tempo de aul...

. Quem escreveu isto é um g...

. Amor vândalo

. O IDIOTA E A MOEDA

. Respostas Reais

. Historia de Portugal em p...

. Dia do nosso Nascimento

. Conversa entre Ministros

.links

.participar

. participe neste blog


Girly glitter comments from www.GirlyTags.com

Girly glitter comments from www.GirlyTags.com

.Adopção

Adotado no Evelyn's Place.com Adotado no Evelyn's Place.com Adotado no Evelyn's Place.com

.Vamos Ajudá-los

lays by verdinha lays by verdinha lays by verdinha lays by verdinha
Esta Terra que é a Nostra
Image Hosted by ImageShack.us
adopt your own virtual pet!

.subscrever feeds